Busca pessoal em mulher

123 Flares 123 Flares ×

Recebi o seguinte email de uma leitora:

Sou mulher e em minha cidade não tem polícia feminina. Gostaria de saber se tenho o direito de não deixar que os policiais (homens) me revistem sem ter os mesmos, uma justificativa, suspeita plausível ao meu respeito. Eu devo deixar eles me revistarem? Tem algum código, artigo que deixa explícito esse meu direito?

A seguir, o que o Código de Processo Penal – que regula os procedimentos pertinentes à busca pessoal – diz sobre a busca em mulheres:

Art. 249. A busca em mulher será feita por outra mulher, se não importar retardamento ou prejuízo da diligência.

Isso significa que um policial masculino pode, sim, realizar busca pessoal numa mulher (havendo fundada suspeita), caso não haja alternativa. Apesar dessa possibilidade, o procedimento geralmente é evitado ao máximo, pois sempre há a possibilidade de interpretações negativas quanto à atuação do policial masculino em contato com o corpo feminino numa busca.

Muitos criminosos até já perceberam que os policiais deixam de ser criteriosos quando mulheres estão presentes numa ocorrência, fazendo com que companheiras suas portem armas, drogas e outros materiais ilícitos. Com o efetivo diminuto de policiais femininas atuando na operacionalidade, fazer buscas em mulheres se torna uma situação controversa.

Felizmente, no Brasil, a maioria das mulheres usam roupas justas ao corpo, que possibilita ao policial apenas pelo olhar perceber que não carregam consigo nenhum objeto ilícito. Geralmente, revistar as bolsas e outros pertences é o suficiente.

No final, tudo vai depender da postura do policial, que deve sempre ser respeitoso e técnico em sua ação. Mesmo o Código de Processo Penal não proibindo a busca por homem em uma mulher, no caso de não haver alternativa, lembremos que a lei 4.898/65 considera abuso de autoridade “submeter pessoa sob sua guarda ou custódia a vexame ou a constrangimento não autorizado em lei”, bem como “o ato lesivo da honra ou do patrimônio de pessoa natural ou jurídica, quando praticado com abuso ou desvio de poder ou sem competência legal”. Bom senso é tudo!

Comments

  1. Por Victor F. Fonseca

    Responder
  2. Por ACE

    Responder
  3. Por Flávio Henrique

    Responder
    • Por rinaldo guimaraes

      Responder
  4. Por pmba

    Responder
  5. Por Wilma

    Responder
  6. Por marcelo b (PMSP)

    Responder
  7. Por Edmilson Silva

    Responder
  8. Por joaquim alves

    Responder
  9. Por kalwany

    Responder
  10. Por ACE

    Responder
  11. Por Plebe

    Responder
    • Por JOEL

      Responder
  12. Por ACE

    Responder
  13. Por AL SD PM Gleidson

    Responder
  14. Por VGS

    Responder
  15. Por ibnilah

    Responder
  16. Por Duarte Sgt PM-CE

    Responder
  17. Por Larissa Wanderley

    Responder
    • Por JOEL

      Responder
  18. Por sdvictor

    Responder
  19. Por sdvictor

    Responder
  20. Por Sgt Moacir

    Responder
  21. Por 2º Sgt Petry PMSC

    Responder
  22. Por Willian

    Responder
    • Por JOEL

      Responder
  23. Por cesar luiz 3ºsgt pmmg

    Responder
  24. Por Rodnaldo

    Responder
  25. Por Rafaela

    Responder
  26. Por Rafaela

    Responder
  27. Por MAXSUEL

    Responder
  28. Por Joelma

    Responder
  29. Por Lopes

    Responder
  30. Por Murilo Costa Ferreira

    Responder
  31. Por Evanilson Sgt PMAC

    Responder
  32. Por Bruno

    Responder
  33. Por Eu

    Responder
  34. Por JOEL

    Responder
  35. Por luciene

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

123 Flares Twitter 2 Facebook 119 Google+ 2 Email -- 123 Flares ×