Os problemas com as armas Taurus 
O retrato da violência armada no Brasil 
Os sistemas para detecção de disparo de arma de fogo 

Armas de Fogo

A tecnologia avança a passos largos, e embora boa parte dessa evolução nos traga impasses éticos e morais, não podemos negar o quanto o desenvolvimento de novos paradigmas técnicos têm servido aos fins nobres da humanidade. Imaginem, por exemplo, a utilidade de um colete à prova de balas de fuzil 7,62 e 5,56, e até mesmo com a capacidade de proteger seu usuário do impacto gerado por uma granada. Se você acha que essa tecnologia ainda não existe, precisa assistir o documentário "Armas do Futuro: as armas próprias para defesa", do canal Discovery Channel, que nos foi indicado por alguns leitores para fazer parte do nosso Especial Armas de Fogo. O documentário, com cerca de 40 minutos de duração, trata também de um lançador de granada semi-automático, com capacidade para 06 disparos. Isso mesmo: enquanto no dia-a-dia policial muitos convivem com os seis cartuchos do tradicional revólver .38, a indústria bélica norte-americana já criou uma arma com os mesmos seis disparos, mas de granada - incluindo munições que filmam e iluminam o ambiente. Entenda tudo assistindo o documentário, que está disponível gratuitamente no UOL. Clique na imagem e veja: O Especial Armas de Fogo é uma série de posts publicados sempre nas terças-feiras, tratando das principais armas de fogo utilizadas no Brasil e no Mundo. Caso você tenha sugestões, mande um email para abordagempolicial@gmail.com
A pistola caiu no gosto das polícias brasileiras, a relativa grande quantidade de munição que sua recarga comporta, seu mecanismo de operação semi-automático e o efeito de seus impactos (notadamente a de calibre .40), são motivos suficientes para justificar as contínuas aquisições desse armamento pelas corporações policiais. Apesar do sucesso das substitutas, os substituídos estão longe de ficar para trás – o consenso é que o "trez oitão" tem qualidades que ainda não foram superadas pelas pistolas. O revólver é a única arma de fogo que possui várias câmeras (variando entre cinco e oito) para um único cano. Estamos falando duma peça chamada “tambor”, popularizada simbolicamente nos filmes de faroeste, onde os mocinhos e bandidos giravam os de seus revólveres como roletas, antes de fechá-los. Com mais simples e popular manuseio que as pistolas, os revólveres tem a fama de nunca falhar, e de ter um alto poder incapacitante em seus alvos. Essas funcionalidades foram proporcionadas pelo norte-americano Samuel Colt, o inventor do revólver... Samuel Colt e o Revólver Em 1836 um jovem de 21 anos realizou um feito que, para muitos historiadores, mudou o curso da história mundial. Imaginem a mudança de mentalidade e de possibilidades belicistas existentes num mundo que só possui armamentos que disparam apenas uma munição por recarga quando esses equipamentos passam a fazê-lo com cinco ou seis munições. Foi essa a evolução implementada por Colt, que ao observar o funcionamento do eixo tracionador de um navio em que servia como marinheiro teve a brilhante idéia de anexar à arma de fogo um tambor que, após efetuado um disparo, girava e recarregava a arma, deixando-a pronta para um novo tiro. Tudo que veio após a invenção de Colt não foi tão revolucionário quanto o que ele fez. A criação foi patenteada, e o slogan que caracterizou as novas possibilidades alcançadas com o invento foi o seguinte: "Abraham Lincoln tornou todos os homens livres, mas Samuel Colt os tornou iguais". A marca de armas Colt quis dizer que a partir de então não importava a força física ou o poder que o indivíduos possuíam, pois a possibilidade de defesa e ataque que o armamento Colt oferecia anulava todas essas variáveis. .38 Smith & Wesson (SPL) Em 1902 a Colt desenvolveu o revólver calibre .38 Long Colt, mas que não mostrou um bom poder incapacitante (poder de parada) durante a guerra das Filipinas. Foi então que uma outra fábrica de armamentos, a Smith & Wesson, desenvolveu o .38 Special, ou 38 Special, ou mesmo .38 SPL, que passou a ser a principal arma de fogo utilizada pelas forças policiais norte-americanas entre 1920 e 1980, sendo substituídas, como está ocorrendo no Brasil atualmente, pelo calibre .40 S&W. Abaixo, imagem do revólver 38 SPL fabricado atualmente pela pela Smith & Wesson: Especificações Técnicas É importante ressaltar que o projétil disparado pelo revólver .38 SPL tem diâmetro de .357 (ou 0,357) polegada, ao contrário do que parece ser. Isso significa que o revólver de calibre .357 aceita munições .38, mas o contrário não ocorre, em virtude do comprimento do cartucho .357. Abaixo, as especificações do revólver .38 SPL, do modelo mais usado nas polícias brasileiras: - Calibre: .38 SPL; - Nº de Tiros: 6; - Peso: 1,015 kg; - Comprimento do Cano: 10,1 cm; - Comprimento Total: 23,7 cm ; - Velocidade do projétil: Aprox. 700 km/h; - Alcance total: Aprox. 375 metros; - Alcance útil: 100 metros. O Especial Armas de Fogo é uma série de posts publicados sempre nas terças-feiras, tratando das principais armas de fogo utilizadas no Brasil e no Mundo. Caso você tenha sugestões, mande um email para abordagempolicial@gmail.com
Considerado por muitos a arma de fogo mais famosa do mundo, o Fuzil Avtomat Kalashnikova 1947, "AK-47", para os íntimos, é daqueles objetos que marcam época. Criado na Rússia em 1947 por Mikhail Kalashnikov, o fuzil tem adeptos atualmente em dezenas de países do mundo, notadamente na região do antigo bloco comunista na Guerra Fria: "Os dados oficiais não dizem quantos são, mas notícias de jornais e letras de funks e raps proibidos do PCC, mostram que os fuzis AK-47 já chegaram ao Brasil. É difícil, aliás, dizer onde a arma não chegou. Criado na Rússia comunista, o AK-47 apareceu em 92 países, participou de 90% das batalhas da 2ª metade do século XX (às vezes dos dois lados da disputa), e foi a arma usada para matar pelo menos 7 milhões de pessoas. Venceu os rifles americanos no Vietname, substituiu a lança de tribos guerreiras da África, virou ícone da bandeira de Moçambique, monumento na Nicarágua e, hoje, está nas mãos de terroristas islâmicos e traficantes cariocas. Aos 60 anos, o AK-47 conta a história do século XX." Leia mais no Obvious. Atualmente o AK-47 é fabricado em Israel, Geórgia e no Irã. Recentemente, em 2005, o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, fez a aquisição de 100.000 unidades para suas forças armadas, e não ficou só nisso: "Segundo as autoridades daquele país, a Venezuela terá o direito de fabricar o AK-47 dentro de algum tempo, tendo referido que os acordos estabelecidos entre a Venezuela e a Rússia incluem transferência de tecnologia juntamente com a licença para fabricar AK-47 sem restrições de tipo algum." Leia mais no Área Militar... O fuzil se tornou popularíssimo em países africanos que passam ou passaram por guerras civis, como Libéria, Angola, Sudão e Moçambique (chegando a valer US$ 10 cada). Neste último, o AK-47 tornou-se símbolo do país, e foi parar em sua bandeira, como símbolo daquele povo, que em 1994 assinou o Acordo Geral de Paz. Na Nicarágua, com a vitória da Frente Nacional de Libertação Sandinista, que derrubou a ditadura da família Somoza, o Avtomat Kalashnikova é a arma ostentada pelo guerrilheiro do monumento que simboliza a vitória. Especificações Técnicas Mas por que o AK-47 se tornou tão popular? Simplesmente porque ele atende ao trinômio "manutenção, manuseio e preço". Dizem que em menos de um minuto é possível montar a Kalashnikova, que possui não mais que 8 peças-base. Além disso, é resistente à lama, água e areia, por isso seu sucesso em países do Oriente Médio, na África e até nas regiões mais inóspitas da América Latina. Veja abaixo algumas especificações do AK-47: - Calibre: 7,62; - Cartucho: 7,62 x 39 mm; - Cadência de Tiro: 600 tiros por minuto; - Velocidade de saída do projétil: 700 m/s; - Alcance total: 1500 m; - Alcance útil: 300 m; - Peso: 4,3 Kg desalimentada e 4,8 Kg alimentada; - Comprimento: 87 cm; - Alimentação: carregadores de 20, 30 ou 90 munições. Abaixo, deixo alguns links para o leitor que deseje se aprofundar mais na história e nas características deste que é um dos principais fuzis de assalto do mundo: AK-47: a arma do século XX #1 - Obvious; AK-47: a arma do século XX #2 - Obvious; AK-47: a arma do século XX #3 - Obvious; The AK site. Kalashnikov Home Page; Fabricante do AK-47. O Especial Armas de Fogo é uma série de posts publicados sempre nas terças-feiras, tratando das principais armas de fogo utilizadas no Brasil e no Mundo. Caso você tenha sugestões, mande um email para abordagempolicial@gmail.com

Artigos relacionados