Os problemas com as armas Taurus 
Mulheres com medidas protetivas poderão acionar botão para chamar a polícia em Pernambuco 
Jovens são presos por desacato após comentar ações de policiais 

Armas

Finalmente a Polícia Civil da Bahia teve êxito em suas reivindicações e protestos: foi aprovada na última terça-feira (13/01) a tão almejada Lei Orgânica. Agora haverá a exigência de ensino superior para ingressar na instituição. Além disso, “Entre as principais mudanças estão a transformação do órgão em Regime Especial de Administração Direta, o que concede autonomias funcional, administrativa e financeira, e a reestruturação da carreira. A partir de agora haverá cinco níveis de gerência: Órgãos de Direção Superior, Gestão Estratégica, Suporte Operacional e Unidades Operativas, além da criação de conselhos e departamentos. A medida assegura ainda aos servidores garantias como assistência judiciária, atendimento médico ambulatorial e hospitalar e cria a gratificação por titulação, que consiste em diferenciar as faixas salariais por nível de escolaridade dos trabalhadores.” Clique aqui para fazer o download da Lei Orgânica. * * * Como já tratei do assunto aqui e aqui, apenas transcrevo o post do Sr. Major da PMERJ Wanderby. Cada um tire suas próprias conclusões: “Caros Srs Sou Major de Polícia Militar do Rio de Janeiro e tenho sofrido não poucos problemas em razão de meu engajamento em mobilizações cívicas em busca de condições menos indignas de prestação de serviço à população por parte dos bombeiros e policiais militares de meu estado natal e do exercício de direitos que acredito haverem sido consagrados a todos os meus patrícios, independentemente de opção religiosa, sexual, política ou mesmo laborativa, pela Constituição do Brasil. Faz mais de dois anos que tenho um blog pessoal (www.wanderbymedeiros.blogspot.com), no qual insisto em expor o que penso sobre várias questões, inclusive, sobre indícios de corrupção no meio policial, sobre a falta de preparo do governador Sérgio Cabral para o cargo que acupa e sobre a desastrosa ‘política de segurança pública’ implementada em sua gestão. Como pode ser verificado nos links do próprio blog (barra da direita), minha conduta já rendeu três punições disciplinares (as primeiras após mais de dezenove anos de carreira) e um primeiro processo na Justiça Castrense (crítica indevida - art 166 do Código Penal Militar, evidentemente não recepcionado, in casu, pela Constituição Federal de 1988). Recentemente, fui surpreendido com novo ato de meus algozes. O Boletim Reservado da Polícia Militar do RJ n.º 01, de 06Jan09, estampou (pág. 12) novo indiciamento em razão do art 166 do CPM (crítica indevida), por haver postado em meu blog ‘comentário desrespeitoso à autoridade máxima do Estado do RJ’, ao declarar que o governador está despreparado para o exercício do cargo que ocupa e por ‘tecer comentários desfavoráveis à política de segurança pública’ implantada por seu Secretário de Segurança, ‘criticando publicamente resolução de governo, amoldando-se em prática prevista no Código Penal Militar.’. Eu sei que pode parecer Surreal, mas tal fato está acontecendo no RJ e, em breve, devo ter minha liberdade de locomoção cerceada pelo Comando da PM (administrativamente) em face da imputação supra, sem prejuízo da inauguração de mais um custoso processo penal militar.Gostaria de solicitar auxílio para que a questão seja alçada às instâncias competentes dos organismos internacionais de direitos humanos, pois meu direito elementar à liberdade de expressão (objeto da Carta Magna do Brasil e da Convenção Americana de Direitos Humanos de 1969, ratificada por meu país em 1992) está sendo alvo de flagrante lesão e, mesmo assim, eu não vou deixar, em hipótese alguma, de continuar a manifestar o que penso, de sorte que não posso prever até que ponto poderão chegar meus algozes.Além do mais, os resultados da política de segurança implementada no RJ não parecem demonstrar que estou errado! Wanderby Braga de Medeiros Cidadão brasileiro e militar de polícia no RJ” Leia o texto no blog do Major Wanderby. * * * Há quem faça a comparação metafórica das mulheres com as armas de fogo. Sensíveis, perigosas, agradam quando estão ao nosso lado, e incomodam bastante quando estão contra nós, homens. Mas acho que o fetiche e a admiração por mulheres manuseando armas de fogo passa mais pelo contraste da imagem de ser indefeso, incapaz de agredir, que culturalmente criamos para a mulher, junto com um objeto capaz de matar. Para os que gostam de admirar esse contraste, fizemos uma compilação de algumas imagens (ver abaixo) onde belas mulheres estão posando ao lado de armas. Para quem não se contentar com nosso slide show, sugiro a visita ao tópico “Melhor que bela arma é uma bela armada“, da comunidade do Orkut “Armas de Fogo”, onde fotos de várias beldades são expostas pelos usuários. Há também um site norte-americano chamado Gun Girls, destinado somente a publicar esse tipo de imagem. Ainda quer mais? Clique aqui para se esbaldar também no Google Imagens. Post feito com a ajuda do Patrulheiro.