Os problemas com as armas Taurus 
Mulheres com medidas protetivas poderão acionar botão para chamar a polícia em Pernambuco 
Jovens são presos por desacato após comentar ações de policiais 

Condução de Preso

"A defesa da agressão inicia-se antes que esta se concretize, precisamos educar o policial a estar sempre preparado, para que ele possa, através de treinamento, melhorar a sua capacidade de antever e prever uma situação de risco ou agressão" Na matéria publicada aqui no Blog no dia 13 de Julho de 2009, falei sobre a reportagem publicado no dia 16/05/2007, no site O GLOBO, onde o ministro da Justiça, Tarso Genro, determinou que a Polícia Federal crie um modelo de carro para transporte de presos (camburão) sem as gaiolas, porta-malas com grades instaladas na parte traseira das caminhonetes. Para o ministro, os novos camburões devem ter bancos e espaço suficiente para que os presos sejam conduzidos sentados. A idéia do ministro é evitar que os "presos sejam submetidos a sofrimentos desnecessários". Pois bem, após feitas algumas análises e várias pesquisas a respeito do assunto, resolvi voltar a tocar no assunto condução de presos, só que dessa vez, destacarei os riscos decorrentes dessa missão. Para minha surpresa, me deparei com pouquíssimas fontes onde pudesse buscar subsídios para escrever este artigo. Muito do que escrevi partiu de uma realidade constatada e vivenciada em quase 08 anos de serviços prestados à Polícia Militar, atuando inclusive como instrutor nos Centros de Formação de Policiais, Oficiais e Praças (Sargentos e Soldados) que compõem o quadro organizacional da Polícia Militar do Estado da Bahia. Como eixo principal busquei trazer informações a respeito das técnicas que pudessem melhor balizar o policial durante o cumprimento das missões, tais como, regras de utilização, dicas de manutenção e conservação das algemas, procedimentos para algemação, cuidados a serem observados no trato de pessoas custodiadas, os tipos e preços de algemas, forma correta de porte e tantos outras questões que são debatidas nos corredores e nas salas de aula. Não entrarei em detalhes sobre a legalidade, ou não, do uso de algemas, que inclusive, o Supremo Tribunal Federal chegou até a editar o verbete nº 11 da chamada Súmula Vinculante. Em outra oportunidade tratarei dessa questão. Para melhor orientá-los, deixarei disponível alguns links de vídeo-treinamento e alguns vídeos policiais que tratam do assunto ora tratado. Com certeza, se as informações que estou transmitindo forem absorvidos, praticados e utilizados no que se refere a custódia de presos, você poderá aguçar ainda mais o seu estado de alerta para sinais de perigo precoce e melhorar a sua capacidade de antever e prever uma situação de risco ou agressão.