Durante a crise, empresas de segurança privada crescem no Brasil 
Governo Temer planeja endurecimento de penas no Brasil 
Como as crianças brasileiras percebem a violência? 

Dicas

Os concurseiros policiais mais experientes devem saber que nas provas dos concursos a redação sempre é um diferencial significativo - na redação não se pode "chutar", como em uma prova objetiva. Por isso, embora os acertos e erros nas questões de marcar sejam pouco diferentes dos demais, os candidatos aprovados em um concurso provavelmente fizeram uma redação com pelo menos 80% de acerto. Considerando esta necessidade dos candidatos, o Abordagem vem indicando o programa Redação Nota Dez, que no último concurso para o CFO PMBA (2012) aprovou 04 candidatos, e teve cerca de 60% dos seus alunos tirando mais de 70% na redação. A novidade é que o Redação Nota Dez acaba de lançar uma turma extensiva para o CFO PMBA 2013, já confirmado. A turma está dividida em dois módulos, durando cada um 3 meses, onde os candidatos receberão material didático, escreverão suas redações e enviarão para correção, sendo posteriormente devolvidas com apontamentos criteriosos sobre os erros e acertos, visando uma evolução no próximo texto enviado. Tudo isso à distância, sem sair do conforto de sua casa! É importante frisar que escrever é uma atividade constante, ou seja, se você parar de escrever certamente irá retroagir, caso já tenha alguma habilidade. Isso significa que a turma extensiva é importante tanto para os candidatos que possuem muitas carências quanto para aqueles que já escrevem, mas não podem perder a prática da escrita sobre temas ligados ao concurso para o Curso de Formação de Oficiais da PMBA. Clique aqui e entenda o cronograma da turma extensiva do Redação Nota Dez. Clique aqui para entender como funciona o Programa Redação Nota Dez. Por apenas R$ 200,00, divisíveis em até 12 vezes no cartão de crédito ou à vista no boleto bancário, você se inscreve nos três meses iniciais do curso extensivo do Redação Nota Dez, tendo a sua disposição pessoal qualificado para garantir sua aprovação. Os quatro candidatos aprovados, que agora só precisam passar nas demais etapas para garantir seu ingresso no oficialato da PMBA, são provas vivas da eficiência do programa. Vai perder esta oportunidade? Lembre-se que as vagas são limitadas... Clique aqui para fazer sua inscrição!
O concurso para o Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar da Bahia 2012 (CFSd PMBA 2012) ocorrerá no próximo domingo, 9 de dezembro, devendo os candidatos manterem-se com todas as informações pertinentes ao dia da prova para que surpresas não ocorram, evitando eliminações e perda de tempo. Para que os concurseiros policiais não vacilem, segue a lista de condutas que pode anular a prova do candidato, excluindo-o do concurso: - Apresentar-se após o horário estabelecido; - Apresentar-se em local diferente ao da convocação; - Não comparecer às provas, seja qual for o motivo alegado; - Ausentar-se da sala de provas sem o acompanhamento do fiscal; - Ausentar-se do local de provas antes de decorrida uma hora do início das provas; - Fazer anotação de informações relativas às suas respostas no comprovante de inscrição ou em qualquer outro meio, que não o autorizado pela Fundação Carlos Chagas no dia da aplicação das provas; - Ausentar-se da sala de provas levando Folha de Respostas ou outros materiais não permitidos; - Portar armas, mesmo que possua o respectivo porte; - Lançar mão de meios ilícitos para a execução das provas; - Não devolver integralmente o material recebido; - Comunicar-se com outras pessoas ou utilizando-se de livro, anotação, impresso não permitido, máquina calculadora ou similar; - Fazer uso de qualquer tipo de aparelho eletrônico de comunicação (bip, telefone celular, relógios digitais, agenda eletrônica, notebook, palmtop, receptor, gravador, smartphone ou outros equipamentos similares), bem como protetores auriculares; - Perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos, incorrendo em comportamento indevido. Lembrando que o fechamento dos portões ocorre às 08h30, e que o caderno de questões só poderá ser levado pelo candidato após transcorridas 4 (quatro) horas e 30 (trinta) minutos do início das provas. O candidato deverá comparecer ao local de provas munido de lápis preto nº 2, borracha e caneta esferográfica de tinta preta e material transparente. Boa sorte a todos!
Os concurseiros que acompanham o Abordagem Policial devem saber que dois grandes concursos para o cargo de soldado PM estão para ocorrer já no início do próximo ano: o Concurso para o Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (CFSd PMERJ 2013) e o Concurso para o Curso Técnico de Segurança Pública da Polícia Militar de Minas Gerais (CTSP PMMG 2013). Ambos foram confirmados pelos governadores dos respectivos estados, e já contam com um número grande de candidatos se preparando para as provas - afinal, esperar o edital ser publicado é se igualar aos concorrentes que deixam os estudos para a última hora. Além disso, ambos os concursos cobram o que é um suplício para muitos estudantes: a redação. Neste contexto, o Abordagem Policial propõe aos candidatos a estes dois concursos a participação no Programa Redação Nota Dez, uma iniciativa que possibilita o estudo de redação no conforto de casa, através de correções dos textos produzidos por quem sabe as especificidades destes concursos e tem capacidade técnica de orientar a construção de melhores redações. Além de corrigir redações dos candidatos, que serão escritas em folha de redação semelhante à encontrada no dia da prova, o Redação Nota Dez fornece apostilas e sugere temas para que os candidatos treinem até o dia do concurso. E diferentemente do que é comum neste tipo de curso, o investimento é bem modesto: por apenas R$120,00 reais, que podem ser pagos no boleto ou em 12 vezes no cartão de crédito, o candidato pode salvar sua prova de redação no CTSP PMMG 2013 ou no CFSd PMERJ 2013. Só há um problema: as vagas são limitadas. Então, se você vai fazer o CTSP PMMG 2013 ou o CFSd PMERJ 2013 e quer garantir um bom desempenho na redação, que, repito, tem sido diferencial nos últimos concursos, faça logo sua adesão ao Redação Nota Dez (clique aqui!). Saiba mais em www.redacaonotadez.com.br. A diferença entre a aprovação e a reprovação pode estar nesta oportunidade... Clique aqui e veja o cronograma do curso! Clique aqui e saiba como funciona o Programa!  
Com a abertura do Concurso para o Curso de Formação de Soldados da Polícia Militar da Bahia 2012 (CFSd PMBA 2012), a corrida para a aprovação já começou, e os milhares de candidatos estão buscando as maneiras mais eficientes para conquistar uma das 2.000 vagas disponibilizadas. Para quem está estudando para valer, um ponto crucial é a redação - o verdadeiro diferencial entre os candidatos. Para que os concurseiros tenham ideia do que falamos, eis a pontuação dos dez primeiros colocados para a região de Salvador nas provas objetivas e na redação do último concurso (2008): Ou seja, apenas um entre os dez primeiros candidatos tiraram menos de 90 na redação. A pergunta que se coloca é: como alcançar este nível de excelência em tão pouco tempo? Assim como indicamos aos candidatos ao Curso de Formação de Oficiais da PMBA 2012, também sugerimos aos leitores do Abordagem Policial que prestarão o concurso para o CFSd o programa Redação Nota Dez, uma maneira prática, confortável e barata de se aperfeiçoar na escrita de redação. O Redação Nota Dez funciona do seguinte modo: o candidato se inscreve, e de acordo com o calendário estabelecido para a turma começa a receber material orientando a melhoria na escrita de redações, além do conteúdo sobre temas que têm grande probabilidade de cair na prova. Após estabelecido o tema, o candidato escreve sua redação e envia para correção por email, onde serão detectadas falhas e indicadas formas de melhoria na produção do próximo texto. Todas as redações são escritas em folhas semelhantes às que serão usadas no dia da prova, e todas as orientações são baseadas em estudos das provas anteriores. Clique aqui para entender melhor como funciona. Se você não quer perder esta oportunidade, corra: as vagas são limitadas, e costumam acabar em poucos dias. O investimento é de apenas R$120,00, que podem ser parcelados no cartão de crédito em até 12 vezes, ou mesmo pago em boleto bancário. Clique aqui para fazer já sua inscrição!  
Sempre fui um entusiasta de eventos que possibilitem a discussão da segurança pública no Brasil, sob as várias perspectivas possíveis. É uma das mais eficientes formas de renovar ideias, encontrar companheiros de ponto de vista e até mudar os entendimentos no caso de encontrar boas discordâncias. A próxima oportunidade que os brasileiros terão de discutir o tema pautados em horizontes de quem tem vasta experiência na área é no I Congresso Brasileiro de Direito e Política de Segurança Pública, que ocorre de 24 a 26 de Outubro, em Belo Horizonte. Participarão do evento estudiosos e profissionais como o jornalista e pesquisador Marcos Rolim, o ex-secretário nacional de segurança pública Ricardo Balestreri, o ex-comandante geral da PMERJ, Coronel PM Mário Sérgio, entre outros. O Congresso tem como foco o tema "Responsabilidade social e os desafios da segurança cidadã" e pretende ser um marco no debate jurídico da segurança pública no país. Uma das inovações é a possibilidade de pessoas de todo o país participarem on-line através de webconferência. Com isso, o evento tem maior visibilidade e estimula o sentimento de brasilidade e de não exclusão de interessados impossibilitados da participação presencial. Face aos desdobramentos educacionais proporcionados, o IDESP.Brasil, apoiadores e patrocinadores colaboram com a promoção da cidadania por meio de um Congresso essencialmente democrático. Vejam no banner abaixo todas as informações. Clique para fazer sua inscrição (presencial ou virtual):
Sugerimos recentemente aqui no blog uma grande oportunidade para aqueles candidatos ao Concurso do Curso de Formação de Oficiais PMBA 2012 que querem garantir uma boa prova de redação, o programa Redação Nota Dez (www.redacaonotadez.com.br), um mecanismo totalmente online de acompanhamento e suporte para a escrita de textos em conformidade com o que é cobrado nos concursos para o CFO PMBA. Para quem não lembra, eis os motivos que fazem com que o Abordagem Policial indiquem este curso: - Por ser um programa totalmente online, ele se adequa com o perfil do nosso leitor, usuário de internet e que geralmente não tem muito tempo para frequentar cursos presenciais; - A redação tem sido o diferencial para a aprovação dos candidatos ao Curso de Formação de Oficiais da Bahia nos últimos anos. Basta observar o desempenho dos aprovados em comparação com aqueles que "quase" passaram para verificar isto; - O Redação Nota Dez é uma iniciativa de quem tem experiência em correções e revisões textuais, com formação específica para dar todo o suporte aos candidatos. Para se ter ideia do que a redação representa para o CFO PMBA basta dizer que quase todos os candidatos aprovados nos concursos anteriores alcançaram o índice de mais de 80% de correção do texto. Ou seja: ou você se dedica à redação, ou terá problemas para estar entre as 120 vagas disponibilizadas. Para quem entende o que estamos tentando mostrar, a boa notícia é que o Redação Nota Dez abriu mais uma turma, já que a primeira, com 30 vagas, teve todas as inscrições realizadas em menos de uma semana. Esta nova turma, porém, tem o limite de 15 inscritos, metade da turma anterior. Por isso, não perca tempo: vá ao site do Redação Nota Dez e faça sua inscrição (clique aqui)! O investimento é de apenas R$120,00 pagos em até doze vezes no cartão de crédito ou à vista no boleto ou transferência bancária. Tire suas dúvidas: - Como funciona o Redação Nota Dez; - Quem corrige as redações; - Cronograma e mensagem aos candidatos ao CFO PMBA 2012; - Entre em contato.
1. Sua arma não lhe dá poderes sobrenaturais. Ou seja, tê-la na cintura não o torna invencível ou membro dos Avengers. Foi-se a época em que tinham medo de quem estava armado; 2. Estar armado em trajes civis muda sua forma de saque, o posicionamento de sua arma e também o condicionamento natural de acesso rápido a seu armamento. Ou seja, treine e esteja consciente desses três pontos; 3. Invista em um coldre para uso velado. Vai ser ridículo ter sua arma presa na borda da calça ou na sua cueca na hora do saque. Deixe essa gracinha para os três patetas; 4. Usa coldre velado em pochete abdominal ou de perna? Treine os saques também com esses acessórios! Sua arma não virá para sua mão de forma mediúnica e seus movimentos "finos" para abrir a pochete estarão prejudicados pelo estresse e pela carga de adrenalina que seu organismo recebeu. Lembre-se disso!; 5. Sua boa intenção não é suficiente para identificá-lo como policial. Tenha E USE o distintivo que lhe caracteriza como tal. Sugiro que ele esteja posicionado na linha de cintura, no mesmo lado onde será realizado o saque. Quando do acesso a seu armamento, IMEDIATAMENTE o distintivo será visto, reduzindo drasticamente sua chance de ser confundido com um bandido; 6. Aumente a freqüência de manutenção de sua arma. Se antes suor não tinha tanto contato com seu armamento pelo fato de você estar fardado, agora vai ter!; 7. Houve troca de tiros (I) e precisou neutralizar a ameaça? Disparos em regiões periféricas do corpo NÃO SOLUCIONAM CONFLITOS ARMADOS. Aquela estória de "dar um tiro na mão…/atirar na perna…" é coisa de quem assiste muito filme e, obviamente, de "achistas"; atinja o agressor social – em não havendo dúvida da necessidade legal de atuar – na região do tórax, abdômen ou pelve gerando uma "cavidade permanente". Isso aumentará sua possível sobrevivência e a proteção de outras vítimas; 8. Houve troca de tiros (II) e precisou neutralizar a ameaça? Faça o seguinte: a) Cheque à sua volta a possibilidade de haver outros agressores; b) Ato contínuo, de forma visual e tátil, veja se você está ferido – primeiro, pescoço, região toráxica, depois abdominal, pélvica e parte interior das coxas (pontos onde hemorragias seriam mais graves), depois, parte interior dos braços e lateral do corpo; c) É comum que você, por questões psicofisiológicas, não sinta ou perceba alguns ferimentos e nem faça uma checagem periférica para ver se há outras ameaças; 9. Potencialize sua possibilidade de sobrevivência tendo a certeza de que você tem chances de se ferir e vai ter que resistir a dor. Negar ou ter medo desse fator é um sinal de que você está pouco preparado para neutralizar uma ação com o uso da força letal; 10. Ligue para o 190 para comunicar o fato e para se identificar, descrevendo local, pessoas feridas (inclusive você, se for o caso) e como você está vestido, mantendo seu distintivo sempre a mostra; caso alguém se aproxime, mantenha-se alerta e não descuide da manutenção de sua proteção pessoal, pois hoje é raro agressores atuarem sozinhos. Autor: Tenente-Coronel PMDF Sant'Anna. Fonte: blog Policiamento Inteligente.
O risco nas ultrapassagens de veículos é um assunto que preocupa as autoridades e seus agentes de trânsito, condutores experientes e aqueles com pouca experiência. Somente nas Rodovias Federais (BRs), em 2011, a ultrapassagem incorreta foi responsável pela morte de 2.685 pessoas no país, ou seja, 31% do total de 8.660 pessoas mortas nessas vias, segundo o Denatran.Para aumentar o nível de segurança nos deslocamentos é importante ter conhecimento das regras sobre esse importante assunto, pois uma ultrapassagem mal conduzida pode resultar numa tragédia. O condutor que não pôr em prática as regras estabelecidas pela legislação de trânsito será um forte candidato a envolver-se num sinistro de trânsito. Antes da ultrapassagem é necessário que o condutor avalie: as características do veículo, as condições climáticas, as características da estrada, a experiência própria e seu estado emocional, a distância de visibilidade da ultrapassagem e o intervalo entre o veículo de direção contrária. Faça sinais luminosos trocando a luz baixa e alta, por pouco tempo, com o objetivo de alertar o outro motorista, pelos espelhos retrovisores do veículo dele, que será ultrapassado. Antes de iniciar a ultrapassagem e antes de retornar para a pista de origem, deverá ser efetuado sinal luminoso com os indicadores de mudança de direção ("pisca-pisca") ou gesto regulamentar com o braço esquerdo. É importante ter certeza de que nenhum condutor que venha atrás haja começado uma manobra para ultrapassá-lo; quem esteja à frente na mesma faixa de trânsito não haja indicado o propósito de efetuar ultrapassagem; a faixa de trânsito esteja livre numa distância suficiente para que sua manobra não ponha em perigo ou obstrua o trânsito que venha em sentido contrário, entre outras ações defensivas. Uma dica interessante para evitar sinistro com o veículo que está sendo ultrapassado: durante a manobra olhe várias vezes para o pneu dianteiro esquerdo do veículo, se o condutor sair da pista dele será possível notar imediatamente. (mais…)
Muito prazer, futuro policial! Estude, que você passa! Quem nunca ouviu isso? Só que muita gente vive estudando e nunca é aprovado. Então não basta só estudar. Mesmo sem fartos recursos financeiros e sem muito tempo, você poderá passar no concurso que quiser, como eu fiz. Antes de falecer, meu pai me fez um pedido: "Filho, seja um militar". Depois disso, eu acordei para esse objetivo e realizei um sonho: em 2003 ingressei nas fileiras da Corporação como Soldado PM. Pensei nas Forças Armadas, mas desisti, pois teria que sair do meu Estado. Logo depois fui aprovado em 2005 no vestibular para o Curso de Formação de Oficiais da UNEB e hoje estou no último semestre. Estou aqui porque me realizo como militar. Não é só se trancar no quarto e "meter a cara" no livro. Até descobrir isso, percorri caminhos e usei estratégias que pretendo mostrar pra você aqui no Abordagem. Tudo por um preço acessível! Custa apenas a curiosidade de clicar no Segredos de Concurso. Quer ser um policial? A partir desta postagem, editarei outras, voltadas para aqueles que tinham um sonho como eu. Fique ligado! Se possível, coloque o Abordagem Policial como página principal no seu computador. Irei propor a você estratégias de aprovação que são atitudes e técnicas capazes de levá-lo a atingir o resultado desejado sem grandes sacrifícios. Para isso, eu só preciso que você duvide! É isso mesmo que você ouviu. A dúvida, sim, o senso investigativo da descoberta. Dom Inácio de Loyola disse: "Para quem acredita, nenhuma palavra é necessário. Para quem não acredita, nenhuma palavra é possível". Um pensamento que enxerga a dúvida como instrumento de aquisição do saber. Então seja-bem vindo! Esse espaço é nosso. E se quiser colaborar com sua experiência, envie-nos seu conteúdo pelo e-mail do blog (abordagempolicial@gmail.com). Poderemos publicá-lo e citar você. Fique ligado!