Pesquisa no Rio estuda rejeição ao “Bandido Bom é Bandido Morto” 
Rio de Janeiro bate recorde de homicídios 
256 cidades do Estado de São Paulo não possuem Delegado 

PCAC

Vaidade, corporativismo barato e falta de entendimento básico do que vem a ser profissionalismo. Infelizmente o sistema de segurança pública está cheio de intrigas bobas, onde a PM rivaliza com a Polícia Civil, que não se entende com o Guarda Municipal, que disputa poder com agentes de trânsito e por aí vai, vice-versa, numa cascata interminável de infantilidades que só geram ineficiência e emperramento da máquina pública. Quem ganha com isso? Exemplo claro de como algo simples se tornou uma crise institucional: Quatro agentes de Fiscalização de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/AC) foram detidos por policiais civis ontem, 15. Um desentendimento por conta de um estacionamento em local proibido na rua Benjamin Constant, no centro, por parte dos civis, foi a causa do imbróglio. O fato ocorreu pela manhã quando policiais civis estacionaram uma viatura, descaracterizada, em um ponto onde não é permitida a parada de veículos não-oficiais. No momento, os agentes estavam multando demais veículos e, com a infração por parte do estacionamento errado da viatura, também entrou no bloco. Os policiais civis estariam fazendo uma investigação e não estavam fardados. Com a entrada da multa, os policiais civis e os agentes de trânsito teriam iniciado uma discussão. Segundo o corregedor-geral do Detran, Fábio Ferreira, um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) foi registrado e que a prisão foi motivada por desobediência dos agentes com os policiais civis. Os agentes de trânsito foram levados à Delegacia de Flagrantes (Defla) e chegaram a ser encaminhados para uma das celas. Ferreira afirma que o Detran, a partir do momento do registro TCO, tomará as providências cabíveis com relação à conduta dos agentes da Polícia Civil. A Corregedoria da Polícia Civil está acompanhando a situação. Dica do Nathaniel Frota.