Os problemas com as armas Taurus 
Mulheres com medidas protetivas poderão acionar botão para chamar a polícia em Pernambuco 
Jovens são presos por desacato após comentar ações de policiais 

Tiro

Já frisei aqui a importância da produção de conhecimento por nós, policiais. Aliás, esse é o principal objetivo do Abordagem: mudar a realidade das polícias, e dos serviços prestados pelos policiais, através da opinião e análise de quem vive intensamente em seu dia-a-dia os problemas da segurança pública: nós mesmos. Independentemente do teor de cientificidade contido em cada texto que publicamos aqui, o importante é proporcionar um ambiente de debate, onde cada um possa se posicionar conforme suas consciências e experiências. É por crer na necessidade da produção de conhecimento pelos policiais que divulgamos recentemente o livro "Policiamento Ambiental na Bahia: Teoria e Prática", do Tenente Coronel PM Antônio de Carvalho Mélo Filho e do Capitão PM Dilson Antonio Rosário dos Santos, ambos da PMBA. Da mesma forma apresento agora aos leitores do Abordagem o livro "Tiro policial: técnicas sem fronteiras". O livro é de autoria do Capitão Érico Marcelo Flores e do Major Gerson Dias Gomes, ambos da Brigada Militar do Rio Grande do Sul. Eles abordam técnicas utilizadas nas melhores Corporações Policiais do mundo, adaptando-as à realidade brasileira, em nove capítulos: - Capítulo 1: HISTÓRIA E CLASSIFICAÇÃO DAS ARMAS DE FOGO; - Capítulo 2: ARMAS POLICIAIS; - Capítulo 3: PRINCÍPIOS E FUNDAMENTOS DO TIRO POLICIAL; - Capítulo 4: SOBREVIVÊNCIA POLICIAL; - Capítulo 5: PROCEDIMENTOS DE SEGURANÇA; - Capítulo 6: ASPECTOS JURÍDICOS DO TIRO POLICIAL; - Capítulo 7: MUNIÇÕES; - Capítulo 8: BALÍSTICA; - Capítulo 9: TABELAS. Nota da revista Magnum tratando da obra. Na apresentação da obra, um aspecto importante é ressaltado: ela "fornece valioso conhecimento para doutrinadores do Direito, estudantes, jornalistas, advogados, Peritos Criminais, Promotores de Justiça e Juízes, como ferramenta auxiliar na compreensão das ações policiais e suas conseqüências". É um exemplo de uso do conhecimento técnico para que a polícia se imponha a outros setores da sociedade. A obra já foi adotada como material didático nas Escolas e Academias de Polícia Militar do Rio Grande do Sul, Paraná, Minas Gerais, Distrito Federal, Amazonas, entre outros, e clubes de tiro. Leia abaixo o currículo dos autores: Érico Marcelo Flores é Oficial da Brigada Militar Natural de Porto Alegre, ingressou em 1989 na Brigada Militar/RS, sendo nomeado Instrutor da Força Nacional de Segurança Pública, da APM/RS, da ACADEPOL, do Curso de Instrutor de Tiro para Oficiais da Brigada Militar e do Grupo Técnico Armas, do CODESUL. Especializou-se em cursos realizados na Brigada Militar, nas Polícias de Indianápolis e Los Angeles/EUA, no Instituto Geral de Perícias /RS e nas Fábricas nacionais (Taurus, Boito, CBC, Imbel). É um dos autores da obra TIRO DE COMBATE POLICIAL, UMA ABORDAGEM TÉCNICA. Perito em munições e armas, atuou na formação do Corpo de Oficiais Instrutores da Brigada Militar. Está atualmente no Posto de Capitão do Quadro de Oficiais de Estado Maior. Gerson Dias Gomes é Oficial da Brigada Militar Natural de Porto Alegre, formou-se em 1986 como 1o Lugar de sua Turma. Serviu no BOE, no EMBM/PM2 e na Corregedoria. Especializado em inteligência e investigação criminal, é instrutor de tiro policial desde 1988, tendo formado centenas de militares Praças, Graduados, Oficiais e Oficiais-Intrutores de Tiro. É um dos autores da obra TIRO DE COMBATE POLICIAL, UMA ABORDAGEM TÉCNICA. Possui especialização em Inteligência na ABIN, Técnicas de Ensino, Balística Forense e Manejo de Artefatos Explosivos. Atualmente é Major do Quadro de Oficiais de Estado Maior. O livro não está disponível em livrarias. Para adiquiri-lo visite o site de divulgação do livro ou entre em contato pelo email erico67@gmail.com e pelo telefone (51) 9325-8888.