Pesquisa no Rio estuda rejeição ao “Bandido Bom é Bandido Morto” 
Rio de Janeiro bate recorde de homicídios 
256 cidades do Estado de São Paulo não possuem Delegado 

Tutoriais

Quando vai ao banheiro fardado Para muitos, todo o aparato carregado pelo policial no cinto e nas pernas (coldres, carregadores etc) gera um efeito visual impactante, mas quanto mais "embuste" se carrega, mais oneroso se livrar no momento do "aperto" fisiológico. Situações trágicas - ou cômicas - podem ocorrer nestes momentos. Quando vai fardado a um restaurante No imaginário de muitos comerciantes há o entendimento de que o policial sempre está interessado em um "cafezinho", crença alimentada por muitos colegas que se aproveitam de sua condição profissional para impor gratuidades não obrigatórias a proprietários de restaurantes e lanchonetes (que, muitas vezes, tentam privatizar a segurança do policial). Na hora do pagamento da conta, não é incomum que o comerciante demonstre aquele ar indagador (e constrangedor): "cobro ou não cobro"? Quando media uma discussão São muitos os casos em que policiais intervêm em discussões não violentas, principalmente entre casais, onde uma ou ambas as partes insistem que o policial assuma um dos lados da discussão. De mediador, querem que o policial torne-se advogado. Alguns briguentos chegam a dizer: "você está defendendo a parte dele(a)!". Quando falam mal da polícia O policial vai na festa de batizado da sobrinha, senta na mesa com conhecidos, e conhecidos dos seus conhecidos, e eles, sem saber que um policial está presente, começam a falar mal da polícia e dos policiais, que são "todos corruptos", "todos truculentos" etc. Os conhecidos olham para o policial esperando uma réplica, mas este geralmente não sabe muito o que fazer. Quando encontra um colega em erro Você está trabalhando na rua, resolve fazer uma blitz, e aí para um sujeito embriagado conduzindo um veículo de forma perigosa. Ao averiguar a situação, descobre tratar-se de policial. Constrangimento inevitável. Quando precisa anular compromissos Assim como outras poucas profissões, a atividade policial exige do profissional um desapego a datas comemorativas e solenes. Não é raro que o policial trabalhe no Natal, Revellion etc. Mas é bastante complicado quando você não está escalado, e de repente, na noite de aniversário do filho, descobre que precisará se ausentar por causa de uma escala extra. Quando encontra o colega que lhe "deu capote" As polícias brasileiras convivem com uma política de valorização de pessoal que possui muitas distorções ainda. Às vezes ocorre, por distorções nas promoções, nas polícias militares por exemplo, que majores menos antigos comandem capitães mais antigos (que ingressaram na polícia anteriormente) e assim por diante. Quando a política manda na polícia Em alguns casos, determinados procedimentos técnico-profissionais estão claros e devem ser executados de acordo com o que os policiais aprendem na escola de formação. Mas vem um deputado, prefeito, vereador ou outro "mandatário" e "convence" o policial tomador de decisão a praticar posturas distintas daquela considerada adequada. Se você é policial e considera alguma outra situação tipicamente policial constrangedora, deixe seu comentário.
Dirigir um veículo em dia de ocorrência de geada, nos meses do inverno, não é algo tão simples para os condutores que residem no Sul do Brasil. Gelo na pista é uma situação adversa para a segurança no trânsito, diminui a segurança e exige cuidados especiais. Tome cuidado principalmente em pontes. Dicas importantes: 1. Prepare-se antes da viagem - use aditivos anticongelantes nos líquidos do veículo, conforme recomendação dos fabricantes; pneumáticos próprios; cobertores para você não congelar em caso de pane e, bateria em bom estado; 2. Espere aquecer o motor, antes de sair com o veículo - aqueça por aproximadamente 05 minutos o seu veículo, retire todo o gelo dos vidros do veículo e confira o funcionamento do desembaçador e do lavador do para-brisa ; 3. Dirija lentamente - Use a tração e frenagem do veículo de forma suave, sem ações bruscas e, mantenha uma distância frontal muito maior maior do que em situações normais, em relação aos outros veículos; 4. Freie lentamente - frenagens bruscas, são um convite para derrapagens e perda de controle do veículo; 5. Acelere com calma - pelo mesmo motivo anterior; 6. Mantenha a calma se o veículo derrapar - se a frente do veículo derrapar, coloque a alavanca de câmbio na posição neutra e, direcione as rodas para a direção em que você quer ir, sempre com muito cuidado; 7. Dirija de maneira uniforme e suave e não esqueça dos princípios de Direção Defensiva; 8. Transite com os faróis baixos ligados - os faróis baixo ligados, segundo órgãos especializados, aumentam em 64% a visibilidade dos veículos.